Revista Digital da Sentient Pixel

conteúdo produzido com carinho por sentientpixel.io

Ilustração incrível feita pela Márcia Effects.

Se você é artista, escritor ou trabalha em qualquer área em que sua criatividade é o núcleo do seu serviço, você com certeza já passou pelo estresse de ficar travado com um lápis na mão sem a menor ideia do que fazer. Pois é. Essa “belezinha” que chamamos de bloqueio criativo causa muito estresse e insatisfação. Agora em isolamento social, esses sentimentos exaustivos são ainda mais acentuados, mas o momento também pode se tornar uma oportunidade de virar o jogo.

Afinal, como a quarentena pode me ajudar?

Simples: te obrigando a fazer o que você não faria. Calma lá, não estou falando de brigar com senhoras de idade ou roubar o mercadinho da esquina, mas sobre mudança de hábitos mesmo.

A quarentena está te obrigando a lidar com situações que você não está acostumado, e isso não é necessariamente ruim, mas uma oportunidade para se desafiar. É uma oportunidade para mudar sua rotina, talvez pintar a parede do quarto ou fazer alguma comida diferente para o jantar.

De acordo com o neurocientista Jonah lehrer, as variações do ambiente e do processo criativo são essenciais para um pensamento eficaz. Seja viajando ou mudando o lado da sua cama no quarto, diferenciar seu cenário rotineiro estimula seu cérebro a criar soluções diferentes para problemas diferentes.

Em essência, quando estamos presos em uma rotina, nossos pensamentos estão restritos a um limite de associações.

Seria a rotina a inimiga da criatividade?

Jamais! Rotinas são incrivelmente úteis para educar nossa mente a aprender coisas novas. No interessantíssimo site DailyRoutines o escritor Haruki Murakami associa a rotina a uma hipnose.

“Quando estou no “modo escrever” para um romance, Me levanto às 04:00 e trabalho por cinco a seis horas. À tarde, corro 10 km ou nado 1500m (ou ambos), depois leio um pouco e ouço música, e vou para a cama às 21:00. Mantenho essa rotina todos os dias sem variação. A repetição em si se torna importante; é uma forma de mesmerismo. Eu me hipnotizo para alcançar um estado mental mais profundo.”

Segundo Murakami, repetindo diariamente a mesma rotina, você está deliberadamente alterando seu estado consciente entrando em um “estado mental mais profundo” permitindo que você acesse seu verdadeiro potencial criativo, e cabe a nós sabermos a hora certa de criar uma nova rotina ou aprimorar a que já temos.

Então, a fórmula para a criatividade é…

Criar. A verdade é que você cria sua própria fórmula, seja andando para todo lado com caneta e papel, ou escutando sua música favorita, ou assistindo a 4ª e melhor temporada de The Office, cada criativo possui seu próprio “ritual de ideias”.

O segredo é não ter medo de criar.

Criatividade é inventar, experimentar, crescer, correr riscos, quebrar regras, cometer erros, e se divertir.

—Mary Lou Cook – Educadora americana

Estou bem longe de ser o guru da criatividade, então se você tem alguma dica pra quebrar o bloqueio criativo, fica à vontade para mandar uma mensagem e conversar um pouquinho com a gente!

No Comments
Comments to: Por que a quarentena pode te ajudar a ser um melhor profissional criativo?

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Attach images - Only PNG, JPG, JPEG and GIF are supported.

Login

Welcome to Typer

Brief and amiable onboarding is the first thing a new user sees in the theme.
Join Typer